Linhaça quais os benefícios e como usar na alimentação

Linhaça ou Linum usitatissimum L. planta herbácea cujas variedades de plantio em altitude se destinam à indústria têxtil (produção de linho), de tintas e vernizes, e as sementes de cultivo em altitudes baixas para alimentação humana e de animais. Conheça sua composição, uso e benefícios.

A linhaça é uma das principais fontes de ácidos graxos ômega 3 do reino vegetal. As sementes contêm mais de 40% de óleo, que é rico em ácidos graxos insaturados. Um deles é o ácido graxo ômega 3, o ácido alfa-linolênico. Em 14 g de óleo há 8g de ácido ômega 3 e 2g de ácido ômega 6. O ácido alfa-linolênico é essencial, e o organismo humano não o produz, devendo assim fazer parte da dieta humana. O organismo humano transforma o ácido alfa-linolênico em prostaglandinas, substâncias semelhantes a hormônios, mas sintetizadas em diferentes órgãos corpo. Por essa razão esse ácido tem vários efeitos benéficos. Veja abaixo compostos bioativos e efeitos.

Compostos bioativos da linhaça:

A linhaça é um alimento funcional e possui vários compostos bioativos como: glicosídeos, mucilagem e ligninas, ceras, ácidos saturados, ácidos insaturados como o oleico, linoleico e linolênico, tantinho, goma, ômega 3, lignana, fibras solúveis e insolúveis, cálcio, manganês, silício, fósforo, zinco, magnésio, potássio e proteínas. É rica em vitaminas do complexo B e vitamina E. Também dispõe de carotenoides como luteína e violaxantina. Apresenta ainda, composto com propriedades antinutricionais como o ácido fítico, porém em quantidades que não apresentam risco ao consumo humano. Conheça a ação de tais compostos abaixo.

Ação:

Tem ação emoliente, antirreumática, antidepressiva, antianêmica, antiartrítica e antitoxinas. Possui óleo capaz de bloquear os hormônios femininos, quando estes se encontram em excesso no organismo. Previne a formação de tumores, principalmente de mama e de pele. Atua na psoríase, eczema, espinhas e manchas.

Propriedades da linhaça:

Anti-inflamatória, atua no controle de inflamações, tumores de cólon, problemas ginecológicos da pele e unhas, eficaz nas doenças ósseas, como osteoporose, reumatismo e artrite, e na gastrite. É laxante suave, melhora o transito intestinal prevenindo a constipação e atua no sistema cardiovascular, prevenindo ou eliminando a aterosclerose, o colesterol ruim, a esclerose múltipla, trombose coronária, hipertensão e arritmia cardíaca. Auxiliam as plaquetas na prevenção de coágulos sanguíneos, prevenção da anemia e envelhecimento precoce, importante papel no metabolismo do cálcio, auxilia os rins. Também atua contra a hiperplasia benigna da próstata e colite ulcerosa.  Veja abaixo como usufruir destes benefícios.

Dosagem recomendada da linhaça:

Alguns médicos recomendam cerca de 15 g de sementes intactas ou moídas por dia, adicionadas aos alimentos como um suplemento. Algumas literaturas que consultei divergem quando umas recomendam o uso de 1 colher de sopa ao dia para adultos outras 2, para crianças até 12 anos 1 colher de sobremesa, mas todas são unânimes em frisar o não uso excessivo da semente. Estudos comprovam que o uso diário de 80 g de linhaça por 6 meses, também se mostrou seguro ao consumo humano. O tratamento térmico é aconselhável, podendo ser levada as sementes ao forno para assar a 150 graus por 15 min antes do consumo. O óleo só é recomendado o uso dele em capsulas, ainda assim se estas foram devidamente preparadas sem contato algum com o ar, devido ao alto grau oxidativo. O óleo em garrafas deve ser mantido em geladeira depois de aberto, e não devem ser utilizados para cozimento, apenas para saladas e molhos frios. As sementes maceradas em água podem ser usadas para tratar desordens digestivas.

Conclusão:

Em virtude da sua composição nutricional a linhaça é estudada como uma possível aliada na redução de risco de doenças crônicas não transmissíveis (DCNT). A semente de linhaça é um alimento especial quando o assunto é a prevenção de doenças e a manutenção de saúde.  Contudo ela sozinha não faz milagre, preciso que os hábitos alimentares sejam adequados para que a linhaça seja um aliado à sua saúde.

Uma alimentação saudável deve levar em consideração princípios como: diversificação, alimentos frescos e integrais, principalmente de origem vegetal e de cultura orgânica; por fim a adoção de uma dieta balanceada onde haja equilíbrio entre carboidratos, proteínas e gorduras nutricionais em cada refeição.

Dicas para incluir a linhaça na sua dieta:

O recomendado é triturar a semente minutos antes do seu uso, pois se consumida inteira, sua casca rígida pode impedir que seus princípios ativos sejam absorvidos e o organismo não aproveite seu valor nutricional, mas faça isso imediatamente antes de usar, pois oxida muito rapidamente perdendo também parte do seu valor.

Outra dica é consumir sempre com moderação, afinal, o fato de a linhaça ser um alimento funcional não significa que devemos consumi-la em excesso.  Segundo algumas fontes o consumo diário seguro da semente de linhaça é de 1 colher de sopa para o adultos e 1 colher de sobremesa para crianças de até 12 anos.

AGORA QUE VOCÊ JÁ CONHECE TODOS OS BENEFÍCIOS DESTA SEMENTE MARAVILHOSA, VOU DEIXAR AQUI ABAIXO O VÍDEO DE UMA RECEITA SUPER FÁCIL DE HAMBÚRGUER DE LENTILHA COM LINHAÇA PARA VOCÊ COMEÇAR A FAZER USO DESTA OLEAGINOSA QUE NÃO PODE FALTAR NA SUA DIETA.

Espero que tenha gostado. Deixe seu comentário e também sugestões,  se inscreva no blog e no meu canal do Youtube, toda segunda as 20h00min uma receita fácil, saudável e gostosa para você. Abaixo vou deixar alguns links de livros que usei como base da minha pesquisa.

Um grande abraço e até a próxima,

Marcado com , , , ,

Sou muito grata por seu comentário, é importante pra mim.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: