Entre Nós – Você está fazendo o melhor possível ou seu possível melhor?

Recentemente tive a oportunidade de ir na palestra “Dê o seu melhor” do filosofo e escritor Mário Sergio Cortella. A aula expositiva, como ele chamou, falava sobre mediocridade, pessoas mornas, excelência, capricho e outras coisas do gênero.

O que mais me chamou a atenção durante sua fala foi a seguinte pergunta que ele fez:

“Você está fazendo o melhor possível ou seu possível melhor?”

Aparentemente essa frase parece apenas um trocadilho complicado para nossa mente, mas se pararmos para refletir sobre a ideia por traz deste questionamento podemos chegar na essência do que nos faz excelentes ou medíocres.

Quando fazemos apenas o possível, estamos no contentando com o mínimo alcançável. É o estudante que se contenta em tirar uma nota levemente acima da média, é o trabalhador que vendo um pequeno erro no seu trabalho deixa passar “por que ninguém vai perceber”, é aquela poeira que deixamos embaixo do tapete para outra pessoa limpar… É a famosa lei do esforço mínimo.

E ao fazer apenas o possível, corremos o risco de cair na mediocridade.

Porque se você ou eu podendo fazer o meu melhor, me contento com o possível, eu caio num lugar perigoso chamado ‘mediocridade’. Uma pessoa medíocre é aquela que é morna. Que está na média. Que não é quente e nem fria.” – Mário Sergio Cortella

O que é uma pessoa morna? É uma pessoa que passa pela vida sem realmente participar dela. É uma pessoa que trabalha, estuda, namora, viaja, sem nem ao menos participar ativamente dessas atividades.  Se você faz apenas o mínimo esperado, então saiba que muito provavelmente você também receberá apenas o mínimo do mundo.

É o que algumas pessoas e filosofias chamariam de Carma ou lei do retorno: Recebemos aquilo que plantamos. Se forem coisas positivas, teremos uma boa colheita. Se forem negativas, nenhum fruto bom crescerá.

Podendo fazer melhor, por que nos contentamos apenas com o possível?

Muitas vezes temos preguiça ou falta de vontade para fazer nosso melhor. O melhor exige esforço, dedicação e compromisso. É muito mais fácil cair na mediocridade do percorrer o caminho em busca da excelência. A falta de foco e compromisso com nossas atividades nos leva muitas vezes a ficarmos estagnados no mesmo lugar sem entender por que as coisas continuam do mesmo jeito.

Quando Cortella diz para fazermos o nosso melhor, ele não está esperando que façamos o MELHOR do mundo, mas está nos incentivando a fazer o nosso melhor dentro das condições que nos encontramos naquele momento.

Deixar que uma situação adversa ou não tão favorável bloqueie nossa ação, nosso capricho, é a desculpa mais fácil que podemos dar. Mas no fundo de nossa mente, nós sabemos quando REALMENTE nos esforçamos e quando apenas fizemos o possível. É como aquela prova difícil na escola que com muito esforço tiramos oito. Não é a pior nota, nem a melhor da classe, mas aquele oito pode representar dias e mais dias de esforço contínuo para aprender a matéria e superar nossas dificuldades. O oito, nessa situação, representa o melhor que pôde ser feito naquela situação e não apenas o possível.

“Faça o teu melhor, na condição que você tem, enquanto você não tem condições melhores, para fazer melhor ainda!”- Mário Sergio Cortella

Buscar fazer o melhor em todas as situações é excelência, é capricho.

E a excelência é como uma linha no horizonte que devemos buscar constantemente durante toda a vida para vivermos como verdadeiros protagonistas da nossa história.

Como você tem vivido sua vida ultimamente? Você está fazendo apenas o possível ou o seu melhor?

Postado por:

Nicole Begot

Design Gráfico – Fotografia – MBA em gestão de Marketing Digital – Escritora

INSTAGRAM

Marcado com , , ,

1 comentário em “Entre Nós – Você está fazendo o melhor possível ou seu possível melhor?

  1. Muito bom o texto, como sempre seu estilo: simples, as profundo e tocante

Sou muito grata por seu comentário, é importante pra mim.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: