Calêndula – A Maravilha dos Jardins e da Nossa Saúde

Hoje vou falar sobre uma planta muito especial, com o nome científico Calendula officinalis L.. É conhecida popularmente como Calêndula, Mal-me-quer, Bem-me-quer, Maravilha, Maravilha dos Jardins, Margarida dourada, Mal-me-quer amarelo, Flor de cemitério, Erva do sol, Flor de todo ano ou Noivinha do sol, este último é porque os antigos diziam que a flor se abria com as elevações do sol… O nome da flor provém do latim, calendulae ou calends, que significa o primeiro dia de todo mês, pois achavam que quando plantada no primeiro dia do mês possuía um longo período de floração, e também que florescia no primeiro dia de cada mês, de onde se derivou também a palavra calendário.

A Calêndula possui uma linda flor amarelo ouro, que de tão exuberante não precisa de muito aroma para atrair os polinizadores. E é na flor dela que se encontra a maior quantidade de óleos essenciais e princípios ativos para nossa saúde e bem estar, mas usa-se também o caule e as folhas.

É uma herbácea anual, de flores com coloração do amarelo ao laranja, é originária do Mediterrâneo, mais especificadamente do Sul da Europa, porém, difundiu-se por todo o mundo, e se adaptou também ao Brasil, principalmente no sul, onde o clima é semelhante ao do Mediterrâneo. É usada a centenas de anos em preparos fitoterápicos, cosméticos, na culinária e como ornamental. Mas hoje eu vou falar de suas propriedades medicinais, que são incríveis e diversas, um ditado antigo diz que “Onde a Calêndula age, nenhum pus se formará”.

Possui como princípios ativos, várias substâncias fitoquímicas como óleos essenciais, carotenóides, flavonóides, saponinas e cumarinas, ésteres de ácidos graxos, hidrocarbonetos, substâncias colorantes, ácido oleanólico livre e combinado, pró-vitamina B, minerais (Ca e Si), mono, di e triterpenos alcoóis, ácido málico, mucilagem, resina, goma (calendulina), substância amarga (calendeno e calendina), tanino, poliacetilenos, esteróis sitoesterois, estigmasterol, isofucosterol, campesterol, metil-(enecolesterol e colesterol), ácido salicílico e inulina. Você deve estar pensando que precisaria ser químico para entender tudo isso, mas o que importa é que devido todas essas substâncias a Calêndula possui muitas propriedades medicinais. É usada como analgésica, antiúlcera gástrica, antiespasmódica, diurética, cicatrizante, antisséptica, sudorífica, analgésica, calicida, colagoga, colerética, antiinflamatória, antiviral, antiemética, vasodilatadora, tonificante da pele, emoliente, suavizante, refrescante, adstringente, antifúngico, anti-alergênica, antitumoral, anticancerígena, bactericida, protetora e restauradora de tecidos, anti-acnêica, indicada para peles sensíveis e delicadas, além de ser sedativa e imunomoduladora. Ufa… Quanta coisa boa!

Podemos usá-la, por exemplo, em casos de acne; alergias; foliculite; dermatites; candidíase; infecções vaginais; catapora; conjuntivite; feridas na pele e nas mucosas; hemorróidas; hipertensão leve; herpes, infecções e inflamações; picadas de inseto; queimaduras; sinusite e rinite; úlceras e gastrite; melhora o sono e diminui a ansiedade; regula a menstruação; facilita a digestão; melhora cólicas digestivas e menstruais; estimula e protege a atividade hepática e a secreção biliar; entre outros problemas de pele, respiratórios, geniturinários e gastrointestinais.

Pesquisas científicas feitas com a Calêndula, demonstram que ela inibe o crescimento de Streptococcus sp, Pseudomonas sp, Corynebacterium sp, Staphylococcus sp e Proteus sp, microorganismos de grande importância para a área da saúde. É considerada antisséptica, diminuindo a infecção, dor excessiva e a produção de pus, possuindo ação sobre feridas traumáticas. Acredita-se que a planta estimule a granulação e aumente o metabolismo das glicoproteínas e do colágeno no local do ferimento. A Calendula officinalis favorece a cicatrização em feridas infectadas, proporcionando menor produção de exsudato purulento em feridas abertas, dilaceradas, sendo considerada como antisséptica de escolha nos casos de perdas de substâncias cutâneas. Com isso conclui-se que a Calendula officinalis pode ser utilizada como tratamento alternativo e complementar para feridas infectadas, sendo utilizada como cicatrizante nos ferimentos da pele, prevenindo a inflamação e favorecendo a cicatrização. Existem também muitas pesquisas que relatam a sua eficácia na Odontologia, sendo utilizada após intervenções cirúrgicas e invasivas, para acelerar o processo de cicatrização e inibir a proliferação de microorganismos, nesse caso é aplicada na forma de pastas ou soluções, manipuladas em farmácias. Estudos também revelam a utilização da Calêndula na Veterinária, como cicatrizante, antiinflamatória e antisséptica em ferimentos de cães, gatos e animais de estimação. E o óleo de calêndula é muito indicado em casos de fissura de mamilo durante a amamentação.

Os principais constituintes fitoquímicos responsáveis pela ação anti inflamatória são as saponinas e os flavonóides.  A ação antisséptica é decorrente, principalmente da presença de ácido oleanólico, ácido salicílico, cumarinas, flavonoides e terpenóides.

Como toda planta medicinal, ela também possui contraindicação e cuidados no uso. É uma planta de baixa toxicidade, porém, a ingestão em doses elevadas é prejudicial a saúde e as formas extrativas concentradas (tintura, extrato glicólico ou alcoólico e chás) são contra indicadas durante a lactação e principalmente na gravidez, por possuir ação emenagoga que estimula a menstruação, podendo ser abortivo.

Mas usando corretamente, ela é uma grande amiga da nossa saúde! Se você não tem a Calêndula plantada no quintal, pode encontrar a flor seca, pronta para o uso caseiro, em lojas de produtos naturais e farmácias de manipulação. Mas deve-se tomar cuidado com a procedência do produto, certificação da ANVISA, prazo de validade (todas essas informações devem constar na embalagem) e a aparência da erva, que deve estar bem seca e íntegra (evite comprar plantas medicinais em pó).Pode-se também encontrá-la em produtos naturais e industrializados já prontos para o consumo, como cosméticos, tinturas e extratos.

A Calêndula pode ser aplicada externamente, em forma de compressa com o chá, emplastro, creme, pomada, xampus, sabonetes, produtos para higiene bucal, lavagem nasal, máscaras faciais, pós-barba, pós-depilação, pós-sol, pois tem ótima ação externa, como antisséptico, antiinflamatório e cicatrizante.  Ou internamente podemos utilizá-la na forma de chá de infusão, tintura ou na culinária. A tintura, diluída em água filtrada, pode ser ingerida ou embebida em um algodão e aplicada diretamente na pele.

Segue algumas formas de uso caseiro da Calêndula, para você aproveitar suas propriedades com segurança:

Uso interno:

  • O Chá é feito através da infusão, por se tratar de flores delicadas, onde a água fervida é vertida sobre as flores secas, tampando e deixando descansar por 5 minutos. A dosagem segura para fazer o chá é de 1 colher de sobremesa de planta fresca ou 1 colher de chá de planta seca para 1 xícara pequena de água (aproximadamente 150ml). Pode-se utilizar o chá internamente através de ingestão, bochecho e lavagem nasal (em temperatura ambiente). Para ter um bom resultado de sua ação devemos usar 3 vezes ao dia.
  • Na culinária, as pétalas das flores de Calêndula são usadas de várias formas, como corante para substituir o açafrão, por ser mais barata e fácil de cultivar ou comprar; na decoração do prato; em saladas; para dar sabor e cor em receitas de queijos, manteigas e patês; e na famosa receita de salada de arroz com calêndula!

Uso externo, para ferimentos, problemas na pele e uso estético:

  • Compressa com o chá (feito como explicado acima): Embebendo gaze ou algodão no chá (em temperatura ambiente) e aplicando no local desejado, de 30 minutos a 1 hora, 2 vezes ao dia.
  • Emplastro ou Cataplasma: Para fazer utilizam-se flores amassadas em pilão, de vidro ou louça, com um pouco de água filtrada, numa quantidade suficiente para cobrir o local, coloca-se essa mistura sobre uma gaze ou tecido permeável, e aplique sobre os ferimentos, de 30 minutos a 1 hora, 2 vezes ao dia.
  • Para banhos de assento ou de imersão: Usar 2 colheres de sopa da planta seca e 3 colheres de sopa da planta fresca, para cada litro de água de água fervente, deixe esfriar até ficar agradável para o uso e fique em imersão por no mínimo 30 minutos.
  • Tônico Facial: O chá da infusão da calêndula, em temperatura ambiente, pode ser usado como tônico natural para peles acneicas, oleosas, inflamadas e com alergia.
  • Em pomadas, cremes e loções para peles sensíveis, ferimentos, acnes, calos, verrugas, produtos pós barba e pós depilação, xampus e condicionadores de tratamento, sabonetes, produtos pós sol e para higiene bucal.

Agora vou te ensinar uma receitinha caseira e bem fácil, para você fazer a sua própria pomada!

Pomada Antisséptica, Antiinflamatória e Cicatrizante de Calêndula

Coloque 1 colher de sopa de cera de abelha ralada em uma panela de aço inóx, ágata, cerâmica ou vidro, coloque em banho-maria com água bem quente e deixe no fogo bem baixo, até derreter a cera. Depois acrescente 4 colheres de sopa do óleo vegetal de calêndula e misture até incorporar, sem deixar ferver. Desligue o fogo e acrescente 5ml (1 colher de chá) da tintura de calêndula, que você pode fazer em casa (ensinarei a fazer tinturas de ervas num próximo texto) ou comprar pronta em farmácias de manipulação, mexa e por último, se quiser, acrescente 10 gotas de óleo essencial de lavanda, para dar um aroma gostoso e potencializar o efeito terapêutico da pomada. Antes de esfriar (pois depois endurece) coloque em um recipiente esterilizado, hermeticamente fechado e guarde em local livre da umidade, calor e luz. Pode ser guardado por até 6 meses em geladeira e até 3 meses fora da geladeira (dependendo dos cuidados). As proporções podem ser alteradas para mudar o aspecto da pomada: para ficar mais cremosa aumente a quantidade de óleo, para ficar mais dura aumente a cera de abelha;

A Calêndula é uma erva usada a centenas de anos, conheça um pouco da sua história… No século XII, acreditava-se que apenas olhar para a Calêndula melhoraria a visão. Na Espanha era considerada uma planta mágica. Para obter proteção contra todos os perigos, os feiticeiros aconselhavam usar um talismã de calêndulas colhidas quando o Sol estivesse entrando no signo de Virgem, embrulhadas junto com um dente de um lobo e várias folhas de louro. Na Inglaterra, a rainha Elizabeth. a jovem que não sabia como escolher entre dois pretendentes costumava passar no corpo uma mistura de calêndula com outras ervas, vinho e mel, e depois era só rezar para São Lucas e pedir para sonhar com o noivo mais adequado. No México, a calêndula para os astecas, simbolizava o sangue dos companheiros mortos pelos conquistadores espanhóis em sua ânsia por ouro e poder.

Na época do Renascimento, as mercearias européias ofereciam, junto com outras mercadorias, barricas de pétalas secas de Calêndula, que eram usadas para melhorar o sabor das sopas e colorir queijos e manteigas. Entre os mágicos e feiticeiros a erva possui enorme prestígio, diziam que uma guirlanda de calêndula na porta impede a entrada de qualquer tipo de mal, e quem quiser que os sonhos se tornem realidade é só colocar um buquê debaixo da cama. E uma lenda antiga diz que a menina que andar descalça em cima de pétalas de calêndula vai conseguir entender a linguagem dos pássaros.

Agora que você conhece a Calêndula e seus usos, aproveite as propriedades e magias desta planta tão especial e com tantos benefícios, que nos reconecta com a natureza e com a nossa essência divina, promovendo mais saúde, bem-estar e auto cuidado.

As plantas medicinais te encantam e você gostaria de aprender a usá-las de forma caseira e segura? Então entre em contato e saiba quando será meu próximo curso. Acompanhe também minhas redes sociais: @natupoint

Gratidão e até a próxima!

Por Clara Quinto – Atitudes e Pensamentos para a Reconexão com a Natureza

Instagram: @natupoint

Marcado com , , , ,

Sou muito grata por seu comentário, é importante pra mim.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: